festividades

             

Cidade Maravilhosa se prepara para o Rveillon

Apesar de o carnaval ser a festa  mais famosa do Rio, é no réveillon que a indústria hoteleira e os profissionais ligados ao turismo e ao lazer têm um faturamento maior. A expectativa de um bom faturamento é geral, dos hotéis de cinco estrelas aos vendedores ambulantes da praia. Todos já fizeram suas reservas e encomendas para a noite de 31 de dezembro.

No Copacabana Palace resta só um quarto standard livre no pacote relativo à data, que custa R$ 7.717,50 por sete dias. No quiosque Rainbow, que fica em frente, o funcionário Marcos Borges conta que já comprou 50 caixas de cerveja para a noite do réveillon, 150% a mais que a média de um domingo de sol.

Para a indústria hoteleira, o réveillon vai fechar um ano excepcionalmente bom para o setor, que investiu cerca de R$ 200 milhoes em melhorias a partir de 1997. Segundo o vice-presidente da seçao fluminense da Associaçao Brasileira da Indústria Hoteleira (ABIH), Francisco Grabowski, a capacidade da rede hoteleira nao aumentou, mas a qualidade dos serviços, sim.

O Rio dispoe de 25 mil leitos de hotel, um quarto deles situados nos bairros de Copacabana e Leme, onde acontece a maior festa do réveillon. A ABIH está investindo na festa de réveillon em Copacabana, em parceria com a TV Globo. A festa toda, incluindo os shows, ficará em cerca de R$ 6 milhoes. Dessa quantia, R$ 650 mil serao gastos na queima de fogos, R$ 350 mil pagos pelos hotéis.

Se o faturamento dos hotéis é excelente na passagem do ano, muito se deve à presença dos paulistas. Segundo dados da ABIH, metade dos turistas que vêm ao Rio nesta data é de Sao Paulo, capital ou interior. Mas eles nao chegam de uma vez só. A invasao começa no início de dezembro e cresce até chegar a 100% de ocupaçao na última semana do ano.

Evaluación de los internautas

Evaluación:


0 1 2 3 4 5

Nombre:



Email:



Comentar



Calle Maria Eugênia, 300 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ, 22261-080 • Tel: (21) 3410-5131