Clipping Associação de Hotéis do Rio

             

Apesar de queda nos índices, IBGE aponta que a alta temporada no Rio de Janeiro foi positiva

Apesar de queda nos índices, provocada pela pandemia, IBGE aponta que a alta temporada no Rio de Janeiro foi positiva
 
 
 
O IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – divulgou esta terça-feira, 12/05, a pesquisa mensal relacionada ao setor de serviços, referente a março de 2020. Segundo o trabalho, o segmento teve queda nacional de 6,9% ao ser impactado pela pandemia de Covid-19. Os números, apesar de não serem promissores, dão uma ideia precisa da força do turismo do Rio de Janeiro.
 
Realizada em 12 estados da federação, a pesquisa indica que no Rio a queda relacionada ao setor de serviços foi de 9,2%, impulsionada, principalmente, pela crise que atingiu a hotelaria e os restaurantes. O índice indicativo do turismo mostra que houve um decréscimo de 30% no Brasil e 36,6% no Rio de Janeiro. No entanto, Otavio Leite, secretário de estado de Turismo, ressalta que, apesar de ser uma queda significativa, é preciso considerar um dado de extrema importância.
 
- Depois da saúde pública propriamente dita, o turismo é o setor que mais foi afetado. O índice de volume das atividades turísticas que o IBGE apresentou mostra que o Rio de Janeiro foi a única Capital, dentre as pesquisadas, que vinha aumentando consideravelmente o seu índice nos últimos três meses. Os dados referentes a dezembro, janeiro, e fevereiro trazem indicadores que revelam que houve um aumento na receita bruta de serviços que pode ocasionar em mais emprego e renda. Era de se esperar que nosso Estado sofresse o maior impacto dentro do cenário da pandemia.
 
Para se ter um referencial, o Rio de Janeiro veio de uma alta temporada melhor do que nos últimos dois anos. Em dezembro o índice foi superior em 4,9%, em janeiro o crescimento foi de 9% e, em fevereiro, 18,8%. Otavio Leite destaca que esses números refletem a importância do turismo para o crescimento da economia do Rio de Janeiro.
 
- O Governador Wilson Witzel determinou que déssemos atenção total tanto à Capital quanto ao interior. Estamos trabalhando para auxiliar os prestadores de serviços turísticos a se manterem neste momento difícil. Entre as inúmeras ações desenvolvidas, destaco a articulação para que os R$ 5 bilhões anunciados pelo Governo Federal para o turismo, cheguem na ponta, ao empreendedor, ao empresário de turismo. Simultaneamente estamos nos preparando para a retomada, para que ela seja feita de maneira correta, equilibrada e responsável, assim que a saúde pública e a vigilância sanitária autorizarem. O turismo é uma luz no fim do túnel sim!
 
O periódico "Indicadores IBGE" começou a ser produzido em 1982 e é uma importante ferramenta para mensurar o desenvolvimento de atividades essenciais para o crescimento econômico do País, mensal e anualmente. Entre os temas pesquisados estão trabalho e rendimento, agropecuária, indústria, comércio e serviços.
 
 
Fonte: Ascom Setur/TurisRio
 
 
 
 
Publicado em 03 de junho de 2020

Avaliação dos Internautas

Avaliação:


0 1 2 3 4 5

Nome:



Email:



Comentário



Rua Maria Eugênia, 300 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ, 22261-080 • Tel: (21) 3410-5131