Noticias

             

Fechamento da Niemeyer prejudica a hotelaria do entorno

 
 
Desde as fortes chuvas de fevereiro, as interdições na Niemeyer vêm prejudicando intensamente os negócios da hotelaria instalada na região. Pelo menos cinco empreendimentos hoteleiros, incluindo grandes hotéis, como Sheraton Barra e Hotel Nacional, às vésperas de ser reaberto, estão instalados na área, com queda drástica no movimento de pelo menos 30%.
 
Em alguns casos, como o do Hotel Shalimar, o movimento caiu cerca de 50% desde então. Antonio Cerqueira, diretor da Hotéis Rio à frente gestor do empreendimento, explica que as falhas na sinalização dão a entender que o acesso está bloqueado, embora a passagem para moradores e hóspedes ainda seja permitida.
 
Esta semana, a Justiça do Rio mandou interditar a Avenida Niemeyer devido ao risco de novos deslizamentos de terra. Embora a Prefeitura garanta que o acesso de moradores e hóspedes dos hotéis que ficam na região esteja mantido a partir do Leblon, os visitantes seguem receosos.
 
Antonio Cerqueira e Alfredo Lopes articulam contato com a Prefeitura para representar os hotéis prejudicados. A Hotéis Rio pleiteia abatimento de impostos e outras medidas que minimizem os prejuízos e viabilizem a continuidade das operações.
 
Em matéria recente, publicada no jornal O Globo, especialistas sugerem que o fluxo na região seja repensado, inclusive com a estruturação de um projeto mais voltado para o uso turístico da região. O setor de hotelaria recebeu a sugestão com bons olhos.
 
 
Foto: Flickr Riotur
 
 
 
 
 
 
 
Publicado em 05 de junho de 2019

Avaliação dos Internautas

Avaliação:


0 1 2 3 4 5

Nome:



Email:



Comentário



Rua Maria Eugênia, 300 - Humaitá - Rio de Janeiro - RJ, 22261-080 • Tel: (21) 3410-5131